Imposto de Renda 2020: Como declarar consórcio?

Imposto de Renda 2020: Como declarar consórcio?

Todo consórcio precisa ser declarado no Imposto de Renda. Segundo a ABAC, o Brasil teve em 2018 mais de 2,6 milhões de novos adeptos, gerando mais de R$ 106,08 bilhões no mercado.

Contudo, é preciso tem cautela. Existem duas situações que alteram a forma de declarar consórcio no Imposto de Renda: consórcio contemplado e consórcio que ainda não foi contemplado.

Além disso, o contribuinte deve se atentar aos valores e informações no campo discriminação.

Consórcio Imposto de Renda

Para declarar o seu consórcio no Imposto de Renda, é necessário ter em mãos todos os dados da administradora do consórcio, não somente os valores. Se você comprou um bem com a carta de crédito e mais um valor que tinha em mãos, tudo isso deve ser descrito na aba de “bens e direitos”.

Vale lembrar que o consórcio não é despesa dedutível. Alguns investimentos como previdência privada (PGBL), são dedutíveis, mas valor de consórcio entra apenas como “bens e direitos”.

Como declarar

Basicamente o que difere uma situação da outra é o valor do lance. O contribuinte pode adquirir a carta de crédito por meio de sorteio ou dar um lance para ser sorteado. Quando a segunda opção ocorre, o valor deve ser somado a soma de todas as parcelas pagas durante o ano.

Consórcio contemplado

Se você recebeu a carta de crédito no último exercício, deverá informar na aba de “Bens e Direitos”, utilizando o código 95 as seguintes informações:

- localização;
CNPJ da administradora;
- discriminação;
- situação em 31/12/2018;
- situação em 31/12/2019.

Caso você tenha adquirido o consórcio em 2018 e tenha sido contemplado em 2019, no código 95 deve ser informado:

Situação em 31/12/2018 deve informar o valor informado na última declaração;
o campo “Situação em 31/12/2019 deve estar em branco.

No campo de discriminação deve constar que “o consórcio XXX foi adquirido empresa YYY, na data DD/MM/AAAA, grupo XXX, cota XXX, no valor de R$ XXX. Foram pagas XX parcelas totalizando R$ XX e ainda faltam pagar tantas parcelas”.

Feito isso o contribuinte deve inserir novo item na aba de “Bens e Direitos”, informando o código do bem adquirido (carro ou apartamento, por exemplo) e informar:

- No campo “Situação em 31/12/2018” valor em branco.
- “Situação em 31/12/2019” deve contar o valor de 2018 acrescido ao valores de parcelas pagas em 2019. Caso tenha sido feito alguma lance para o sorteio, o valor deverá ser somado também.

Consórcio não contemplado

Para declarar consórcio no Imposto de Renda, no caso do consórcio não contemplado, as informações são muito parecidas com a forma de declarar consórcio já contemplado. Elas devem ser preenchidas da mesma forma.

O que difere uma da outra é que os valores no campo “Situação em 31/12/2019” será apenas os das parcelas pagas acrescido do saldo de 2018.

Liga-nos
(63)3225-0700
 

Quadra 306 Sul, Avenida LO 05, Lote 11, Sala 2, Plano Diretor Sul, Palmas - Tocantins - CEP. 77.021-026

 

Acesso Rápido

Serviços

Certidões e Links Úteis